segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

PESSOAL | A pressão destas semanas e um afastamento obrigatório

| Imagem retirada da Internet |
Já antes das férias de Natal sabia que Janeiro não iria ser um mês fácil. Já sabia, à priori, que as deslocações iriam ser algumas, que me iria pôr à prova, que iria ter muito trabalho pela frente e que o tempo "livre" seria escasso. Mas, depois de já ter vivido duas semanas intensas e de estar a entrar naquela que será, sem dúvida, a semana mais ocupada até hoje deste meu SVE e quiçá, da minha vida, a força já começa a ser escassa. Estou e sinto-me imensamente cansada! Atrevo-me a dizer que apenas aqui, com esta experiência de SVE e tudo o resto que lhe está relacionado senti na pele, o verdadeiro significado das palavras pressão e stress
Trabalhei durante três anos e nunca tive dias assim. Nunca tive dias em que saísse de casa às 6h30 e regressasse às 23h00. Nunca tive dias em que me perdesse em tudo o que tinha e queria fazer. Nunca tive dias em que sentisse que não tinha tempo para mim própria. Nunca tinha sentido tanta responsabilidade por saber que há coisas que dependem do meu trabalho.  
Esta experiência tem sido, dia após dia, uma aprendizagem. Um conhecimento pessoal das minhas próprias capacidades, uma descoberta de como reajo perante certas situações. E, apesar de tudo o que este mês de Janeiro já me tem mostrado, de tudo o que tenho sentido e das provas que tenho vivido, nunca me arrependi de cá estar. A verdade é que estou simplesmente esgotada. Psicologicamente esgotada e com uma necessidade infinita de parar. De sentir que tudo está encaminhado, de ter tempo para mim e de tirar de mim todo o stress que tenho sentido.  
Se, por um lado, tudo isto tem acontecido e me sinto assim, por outro, também sei, que é tudo isto que vivo que se tornam lições para o resto da minha vida. É a partir de tudo isto que me tornarei mais forte, mais adulta, mais responsável e mais profissional. Se é uma forma dura de aprender e crescer? É! Mas, depois, é bom sabermos que os outros confiam em nós e no nosso trabalho, que contam connosco e que dizem com todas as letras que "somos bons profissionais e que seremos sempre capazes de atingir aquilo que ambicionamos". Aprendi mais em quatro meses de SVE do que em três anos de trabalho. Vivi mais e trabalhei muito mais!  
Mas, por agora só anseio que este mês termine. Que Fevereiro me traga a calma necessária e a tranquilidade mental que perdi estes tempos. Que volte tudo à normalidade com uma pacatez que, por vezes, também é necessária. Que esta semana passe a correr por entre as mil e uma coisas que tenho e quero fazer e que no dia 1 de Fevereiro regresse, finalmente, aqui com a força que, entretanto, espero ter ganho. Até lá, não há post's, por não haver tempo e por precisar de desligar, pelo menos uma coisa na minha vida. Coisa essa que, infelizmente, terá que ser o blog pessoal, mas com a certeza de que, quem por cá anda também irá compreender este afastamento e voltará comigo, assim que eu também regressar. Ate lá, vivam a vida da melhor forma possível com a certeza de que a paz, a tranquilidade e coragem não vos falte ♥ Eu regresso em Fevereiro!