19 de dezembro de 2017

EVS | Em modo férias e regresso a casa


Há dias que ficam marcados na nossa memória e acredito que o de ontem seja um daqueles que irei sempre recordar. Por simples momentos. Por aquele frio na barriga de quem quer chegar o mais rápido possível. Por sorrir de forma inconsciente quando vi o Porto da janela. Por ter as lágrimas nos olhos quando aterrei e saber que à saída estariam pessoas que queria e precisava de ter. Por aquele momento em que procurei os meus no meio da multidão e vi umas mãos a abanar. Por aqueles abraços tão fortes. Por sentir aquele calor humano e de família que já tanta falta me fazia.  
Ontem regressei a casa. Regressei ao meu país depois de três meses e meio que me pareceram tão longos, no que toca à distância. Ontem levei com os raios de sol português no rosto e apercebi-me do quão bom isso é! Ontem não senti frio quando, habitualmente, sei que sentiria. Ontem ambicionei chegar a casa e abraçar o meu amor maior. Fi-lo e voltei a ter os olhos em lágrimas por ter tido a certeza de que ela não me tinha esquecido. 
É muito bom estar de volta. É bom regressar a casa. Vestir o meu pijama super fofo de Harry Potter, sentar-me à lareira, dormir na minha cama, acordar com o cheiro a café feito, passar o dia entre brincadeiras com a minha princesaG, decifrar as palavras que ela vai dizendo, beber o vinho doce que a minha mãe fez questão de me guardar, rever pessoas e partilhar as minhas coisas... voltar a casa é ser feliz e apreciar pequenas coisas que, anteriormente, não eram tão significativas. Mas é assim mesmo que valorizamos o que temos... quando deixamos de ter! Por isso, nestes próximos dias em que vou estar por cá, tenciono aproveitar ao máximo tudo o que me for possível ♥