12 de outubro de 2017

VIDA SAUDÁVEL | Um ano de mudança e uma nova realidade


Foi em Outubro de 2016 que passei a abraçar um estilo de vida mais saudável. Foi há um ano que me iniciei, como que por brincadeira e achando que, à priori, iria desistir, na prática de desporto e numa alimentação mais saudável e equilibrada. Passou-se um ano, os resultados foram visíveis mas hoje, passados doze meses, houve coisas que mudaram!
Tenho plena noção de que não estou como estava há meses atrás quando tudo isto era levado a sério. Engordei e consigo ver isso no espelho do quarto. A massa muscular baixou, obviamente, e eu já não treino à imenso tempo! Mas, este não é, de todo, um post de derrota!

A minha vida sofreu a maior mudança de sempre. Mudei de país, passei a viver “sozinha”, estou ainda a adaptar-me a um novo trabalho, a um novo ritmo de vida e a descobrir o que esta nova estadia me pode oferecer. Chegar a casa, no final do trabalho, é sinonimo de preparar o jantar, o almoço do dia seguinte, matar as saudades da família, tentar terminar uma ou outra coisa e dormir. Ando cansada e sinto que o tempo nunca passou tão rápido como desde que aqui estou. 
Sinto, de facto, que não tenho tempo para tudo aquilo que queria e, por isso, o desporto tem ficado arrumado. Não tenho vontade de correr ao ar livre e, quando me surge a ideia de fazê-lo, ora chove, ora está frio. Por outro lado, viver em França tornou-se num pesadelo no que diz respeito às coisas maravilhosas e apetecíveis que por aqui encontramos para comer! Sendo eu uma viciada em chocolate e queijo vim, de facto, parar ao sítio errado! Não é fácil resistir a estas coisas que tanto adoro e, admito que não o tenho feito muito! Mas, também quero acreditar que tudo se deve ao facto de que é ainda tudo muito recente e ainda não enjoei delas - o que espero que aconteça! Porque, no que diz respeito à alimentação, percebo que me alimento bem. Como imensos legumes, fruta e peixe. Como várias vezes por dia e a sopa tem sido uma das minhas melhores companheiras nos fins-de-semana. Os almoços e jantares são, quase sempre feitos por mim e, por isso, passo bastante tempo a cozinhar.

Mas, é verdade que não tem sido fácil adaptar-me a todas estas novidades e realidades. Cada dia é quase que uma nova descoberta, mas havia prometido a mim mesma, já antes de vir em Serviço Voluntário Europeu que uma das coisas na qual queria continuar a investir era no desporto e na minha vida saudável e equilibrada. Assim, procurei e encontrei um ginásio para frequentar. Porque, por aqui, não tendo os meios que tinha em casa para treinar e também para que me obrigue a praticar exercício, percebi que o ginásio seria a melhor opção. Vai abrir ainda durante este mês e espero sinceramente que, após a sua abertura, uma nova reviravolta seja dada na minha vida, tendo como meta frequentá-lo entre três a quatro vezes por semana.

Não quero desmotivar e muito menos perder aquilo que fui conseguindo atingir ao longo deste ano que passou, mas também percebi que precisei de tempo para assimilar toda esta mudança. Por isso, nada disto é uma derrota, mas sim um relembrar que, por muito que possamos ter pausas nas nossas vidas sobre algo que descobrimos que nos faz bem e que até passamos a gostar, estamos sempre a tempo de retomar! E é isso que eu prometo fazer! Por mim e por aqueles que estiveram ao meu lado ao longo de toda esta caminhada ♥