30 de outubro de 2017

PESSOAL | A quase dois meses do final do ano...



Sou pessoa de balanços e de perspectivas. Gosto de olha em frente mas também de ver o que já está para trás. Gosto de riscar objectivos, promessas, sonhos, metas (...) e gosto de continuar a lutar para alcançar aquilo que ainda me sobra. Caminhamos a passos largos para o final de 2017. Restam dois meses para que um novo ano chegue e há coisas que há dez meses me "comprometi" a realizar. Hoje, olho para este post e percebo que, afinal, para a miúda que ainda não tinha certezas nenhumas sobre o seu futuro, vai que até não me saí nada mal!
Ter a oportunidade de realizar o meu SVE continua, sem dúvida, a ser a grande vitória deste ano. Era um desejo que tinha há anos e hoje estou aqui, num país que adoro, numa vila que já é minha, envolvida num projecto fantástico e a encontrar pessoas que farão parte da minha vida para sempre. Hoje tenho a oportunidade de ser imensamente feliz a realizar o meu SVE e isso é o maior triunfo que levo destes já dez passados meses.  
Ambicionava preparar um primeiro aniversário fantástico à minha PrincesaG e a verdade é que, na minha opinião, consegui! Houve de tudo... desde uma bebe que teimou em estar presente quase até ao fim da festa, comida maravilhosa, uma decoração cuidada, uma fotógrafa e amiga que registou belos momentos... foi um dia feliz! Afinal, o primeiro aniversário foi  mais um dos motivos maravilhosos para festejar a vida do meu amor maior.   
Passar uns dias em Lisboa a visitar a capital era algo que queria fazer há já imenso tempo. Assim, juntando esse desejo à companhia dos pais, foram dias de intensa descoberta lisboeta. Foi bom passar oito dias a percorrer as ruas da capital e perceber que, apesar de ter gostado, o meu Porto continua a ser o meu destino de eleição ♥ 
Comprei a minha máquina fotográfica Canon D700 e esse foi o meu devaneio monetário (até ao momento), mas que já valeu tanto a pena! Já me fez companhia em algumas viagens e é com ela que tenho registado memórias desta experiência fantástica que estou a viver. Foi, sem dúvida, um investimento muito feliz deste ano.  
Fui à Queima das Fitas de Coimbra, festa que ambicionada viver e que me marcou. Guardo de todos aqueles dias, memórias magníficas e partilhas com a minha P. que serão recordadas para sempre! Aproveitei e fui vivendo - e comendo - tudo aquilo que me foi possível enquanto estive em Portugal. Atirei-me aos pasteis de Belém, aos pastéis de Tentugal (ai que saudades!) e já por terras de França tenho vibrado com a doçaria e com o queijo.  
Por fim, continuo com os meus por perto. Mesmo que, a quilómetros de distância, o facto é de que os sinto ainda mais próximos. Porque quando estamos "juntos" mesmo que através de um ecrã, todos nós estamos, realmente, juntos. Conversamos e partilhamos. Mesmo se não há o abraço, o beijo ou a gargalhada conjunta, há amor entre duas telas e sei que há laços que, nenhuma distância do Mundo, pode destruir!  
E, se há coisas que ainda não realizei, há umas quantas que nem estavam escritas e vivi! Houve experiências novas, pessoas novas, vivências novas e outros desejos que, entretanto apareceram. O importante? É que, a dois meses do final deste ano, só consigo olhar para o mesmo, com uma enorme gratidão por tudo aquilo que já meu deu e estampar no rosto o maior sorriso do Mundo!