5 de julho de 2017

MODA | Vestidos de Noiva


Não, não vou casar! Começo já por aí para não suscitar quaisquer dúvidas. Porém, acho que já aconteceu a todas nós, em determinada altura e, por vezes, sem nos apercebermos de que o estamos a fazer, dar uma olhadela a vestidos de noiva... a verdade é que, no cérebro feminino este é aquele vestido que faz parte do imaginário de quase todas nós! Existem as que simplesmente não se revêem e não querem casar, mas também há uma grande percentagem daquelas que, em algum momento da vida, gostariam de ter os olhos postos em si quando desfilassem com o vestido de noiva. E eu não sou excepção! É algo de que gosto, admito. Por vezes até me lembro de folhear uma ou outra revista e aquilo que tenho notado é que as opções são cada vez mais!
Há desde o comprido, o curto, o modelo mais justo ou o modelo mais princesa, há os brancos, os pérolas e aqueles que se tornam diferentes por ser vermelhos, azuis ou até pretos (sim, existe!). De facto, o vestido de noiva está na cabeça de cada uma daquela que o deseja vestir e, por isso, acaba por ir ao encontro daquilo que a mesma gosta. Mas, há coisas que, para mim, sei desde já que serão impossíveis: ser somente curto e ser naquele modelo de cauda de sereia. Estes dois aspectos estão totalmente fora de questão! 
Mas, perante tanta variedade, trago quatro modelos, da loja Millybridal UK onde podem encontrar de tudo um pouco! É um bom local de pesquisa de modelos e quem sabe não encontrem por lá aquele que vos enche as medidas 😘
1 aqui | 2 aqui
Estes dois vestidos pertencem àqueles modelos em que simplicidade se torna a palavra-chave. O primeiro faz-me pensar num casamento na praia ou num jardim. Um casamento onde a natureza se envolveria na festa e onde o essencial é ser feliz com pouco. Não há brilhos, não há extravagancias, não há uma cauda comprida e a coroa de flores é, na minha opinião, muito bem conjugada! É, certamente, um dos meus favoritos. Já no segundo, apesar de ter traços diferentes do anterior, continuo a achar que é bastante simples. Tem uma cauda mais saliente e alguns brilhos, mas nada em excesso. Além disso, o facto da parte inferior ser naquele tecido que simplesmente cai, dá-lhe um ar elegante e bonito. 
3 aqui | 4 aqui 
Por outro lado, estes dois modelos encaixam naquele género de noiva princesa. O terceiro é, literalmente, o vestido dos contos-de-fada. A parte de cima mais justa, uma parte de baixo em balão e uma cauda que precisa de ajuda para se manter no sítio certo. Além disso há, por vezes, ainda o véu... é um modelo do qual é preciso gostar bastante para vestir, mas que também nem sempre encaixa da melhor forma em todas as pessoas. Sou sincera e aquela parte de baixo em balão deixa-me com os olhinhos a brilhar, é verdade! Por fim, na quarta opção, o vestido é mais descaído, com uma cauda razoável, mas em que o brilho e as aplicações são o forte da peça. Há algumas transparências e, para mim, é um vestido muito bonito para uma cerimónia civil.
Agora partilhem comigo, alguém já andou a espreitar este tipo de vestidos (mesmo sem ter casamento marcado? 😝😝) e de todos estes, qual é o que mais gostam?