23 de junho de 2017

SÉRIES | Chicago Med






[2016 | IMDB: 7,8/10]
Aqui a viciada em séries de medicina não descansou enquanto não encontrou mais uma que lhe enchesse as medidas e depois de uma breve pesquisa, lá comecei a seguir esta. Depois de já ter visto todos os episódios e estar agora à espera que chegue Outubro para a série se actualizar, posso desde já dizer que, Chicago Med não é muito diferente de The Night Shift ou Grey's Anatomy. Já, por outro lado, não esperem nada daqui do que encontram em Code Black! Mas, há mais coisas para contar. 
Quero começar por dizer que esta série é um seguimento de Chicago Fire e Chicago P.D., o que faz com que, por vezes, as próprias personagens das três séries se misturem em determinados episódios. 
Mas, no que toca ao real desenvolvimento das histórias da série, apesar de, também aqui, existirem várias referências às vidas pessoais dos médicos e enfermeiros do hospital, nada continua a bater GA que é especialista nisso. Além disso, é retratada a ligação que os profissionais constroem entre si e aquela que ambicionam vir a ter. Mas é, essencialmente, uma série de dramas medicinais onde, em cada episódio, a história de um dos pacientes se sobressai relativamente aos outros. Existe sempre uma questão central, ou algo que nos faça reflectir sobre determinado assunto. No geral, os casos alcançam um final feliz mas, tal como acontece em todos os hospitais, não foi esquecido que, nem sempre isso é possível e a prova disso é o fim que é dado a uma das personagens, um aspirante a médico que, perante a pressão de o ser, toma uma decisão que nos deixa a todos admirados!
Por isso, creio que é isso que trás novidade a cada episódio. É o facto de nos questionar e de perceber que, nem tudo, são rosas. O que, para mim, é óptimo! Comecei a gostar muito da série e já vi todos os episódio, o que me leva a ter que esperar, nos próximos meses, pelo desenrolar da história, até porque há uma questão que fica no ar no final da temporada e isso é sempre bom! Se quiserem mais informações sobre a série, podem clicar aqui.