17 de janeiro de 2017

VIDA SAUDÁVEL | A força de vontade é o primeiro ingrediente


Passados dois meses deste post percebi que me estava a faltar no blog o relato da mudança física e mental que tenho vivido há já mais de três meses e meio. A verdade é que o tempo tem passado e as diferenças notam-se. Mais uma vez, não penso, num primeiro momento, no peso, nas gorduras ou no facto de já ter que usar, em quase todas as minhas calças, um cinto. São pequenas vitórias que me deixam um q.b. de orgulhosa, é verdade. Mas, até atingir tudo isto, há um primeiro ingrediente que precisamos de inserir na nossa dieta e na nossa vida: a força de vontade!
Podemos passar anos e anos a dizer que vamos mudar. Que será aquele o momento em que vamos dar a volta à vida e nos iremos lançar na prática de desporto, na adopção de uma alimentação equilibrada ou em tantas outras coisas que ambicionamos ter na nossa vida. Mas, na realidade, por muito que o digamos, é necessário senti-lo. Porque não há força sem vontade, tal como a vontade não funciona sem a força. Um ingrediente que, inevitavelmente, precisa das duas palavras para se conjugar.  
Por mito que queiram sair do sofá, irá sempre faltar-vos a força para o fazerem. E, por outro lado, por muito que tenham a força de sair do sofá, irá faltar-vos a vontade de se dedicarem à vida saudável. Será assim durante meses, anos ou aquando de todas as tentativas que venham a fazer. Não vos vou mentir. Não vos vou dizer que será hoje ou amanhã que as coisas irão mudar. Mas, posso dizer-vos que isso irá acontecer. Um dia! 
Chegará a altura em que a força e a vontade se irão unir para vos levar mais longe. E é aí que as coisas resultam. É aí que o clique da mudança se dá. É aí que passamos a querer mais e mais. É aí que deixamos de lado a preguiça aguda - porque a pequena preguiça viverá sempre em nós - e nos atiramos aos tapetes, às passadeiras, às cordas, aos vídeos do Youtube e à pesquisa pelas melhores receitas.  
Mas, enquanto isso não acontecer, vão tentando. Até porque, será numa dessas tentativas que, à priori, julgam já ser falhada, que tudo ganhará um novo valor e uma nova importância. O tempo que passarão a dispensar para a prática de exercícios físico deixará de ser visto como uma obrigação ou uma "perca de tempo" e passará a ser essencial para o vosso bem-estar. O planeamento de treinos será uma matemática mental que vos desafiará a fazer cada vez mais. A respiração irá acalmar e perceberão o quão forte é o vosso corpo. E é tudo isto, em conjunto, que vos fará adoptar um estilo de vida melhor, mas saudável, mas livre, mais metódico e, principalmente, mais feliz! 
Porque é isso que eu sou desde que encontrei essa força de vontade: mais feliz! E não é, em grande parte, pela perca de peso ou pelas mudanças físicas. É sim por tudo aquilo que sinto que melhorei mentalmente. Um dia disseram-me que brilhava mais e isso é das coisas que nunca irei esquecer neste percurso. É essa noção que os outros passam a ter de que o nosso interior está diferente. E isso é a grande vitória de tudo isto. Este é o grande sucesso da prática do desporto funcionar. É o querer. É encontrar aquele querer definitivo. Aquele querer que, dia após dia, não nos faz desistir. É aquele querer intenso que, quando menos nos apercebermos, já retirou a palavra desistir do nosso vocabulário. 
Por isso, continuem a tentar. Não se martirizem por ainda não terem encontrado essa força de vontade. Não se culpem por ainda não terem conseguido encontrar o ritmo e a coragem de, finalmente, se lançarem neste novo desafio. Eu acredito que, tudo acontece quando tem, de facto, de acontecer. Acredito que, se ainda não sentiram essa força de vontade é talvez porque ainda não estejam preparados para seguir em frente. Mas, ela chegará! Pode ser daqui a uma semana, daqui a um mês ou daqui a uns anos. Pode até chegar no momento em que menos esperavam que chegasse. Mas ela vem! Ela encontra-nos, prende-nos e torna-nos mais felizes. Muito felizes.