26 de janeiro de 2017

LIVROS | O Ano do Sim



2016 | Shonda Rhimes | [Escala Pessoal: 9/10]

Sinopse (aqui)
Neste grito de guerra profundamente íntimo, hilariante e comovente, uma das mulheres mais poderosas de Hollywood, a mega talentosa criadora de Anatomia de Grey e Scandal e produtora executiva de Como Defender Um Assassino revela como dizer SIM mudou a sua vida e como também pode mudar a sua.  
Esta comovente, íntima e hilariante autobiografia explora a vida de Shonda antes do seu Ano do Sim -da sua infância algonerd, preenchida com livros e amigos imaginários, até à sua dedicação à criação de personagens televisivas que refletiam o mundo que via à sua volta. E relata a sua vida depois do iníciodo seu Ano do Sim -quando Shonda se obrigou a sair de casa e a subir ao palco; quando aprende a dizer sim à sua saúde e saiu das sombras para o sol; quando aprendeu a explorar, fortalecer, aplaudir e amar o seu eu mais verdadeiro.
Opinião [*]
Há livros que chegam às nossas mãos nos exactos momentos em que devem chegar. E este, que foi o livro de transacção entre 2016 e 2017 foi, sem dúvida, uma bela surpresa! Foi um livro que me marcou por estar tão relacionado com a fase da minha vida que estou a viver. Estou a tentar também eu, tal como a autora, ser inevitavelmente, mais feliz. 
E é sobre isso que Shonda escreve! De que forma o mudar de atitude e o ter iniciado um ano em que o SIM se tornou obrigatório a todos os convites, questões e receios alterou todo o desenrolar dos seus dias. Para quem passava os dias enfiada no trabalho, a cuidar das filhas e a não cuidar de si, passou a existir uma mulher que se enfiou em vestidos de gala para aparecer em shows de televisão, alguém que se iniciou na actividade física e alguém que percebeu que viver não era, de todo, apenas aquilo a que ela se propunha até então. 
É um livro de força. É um livro de alguém que, no fundo, não conhecemos verdadeiramente. Apesar de ser uma figura pública de Hollywood, repleta de sucessos profissionais, depressa percebemos que o fracasso pessoal era uma constante. E, então, que podemos nós fazer para que as coisas comecem a mudar? Que pequenos passos podemos dar? De que forma podemos enfrentar aquilo que não nos faz sair da nossa zona de conforto?  
É um livro tão feliz! É isso mesmo... um livro feliz! É um livro que lemos e passamos logo a querer lançarmo-nos à procura da nossa melhor versão. É um livro que nos enche de coragem e força em tentar. É um livro que nos faz sorrir. É um livro no qual, os fãs de Anatomia de Grey, irão perceber o porquê de uma personagem ser como é.

Adorei este livro e aconselho-vos a lê-lo! É fantástico. Acreditem que enquanto o estiverem a ler e mesmo depois, vão lembrar-se de muitas coisas que por lá irão absorver. Vão perceber que a vida pode e deve ser muito mais do que aquilo que nos é oferecido. A vida tem um único propósito: sermos felizes! Por isso, façamos o que fizermos, o importante é sê-lo. Nem que para isso tenhamos que dançar à chuva, viver ao sol e aceitar desafios. Leiam e não se vão arrepender!
[* Este livro foi-me oferecido pela Marcador Editora, sendo que toda a minha opinião é sincera e honesta.]