28 de novembro de 2016

TAG | Harry Potter


Há uma altura do ano - normalmente com a chegada do mau tempo - em que dedico horas a rever todos os filmes de Harry Potter. Estes foram os filmes que marcaram anos da minha vida e é sempre bom rever personagens que me são queridas! Por isso, depois de já os ter revisto todos, lembrei-me de responder a uma TAG sobre HP e, de entre cinquenta perguntas, escolhi vinte e cinco para responder. Háá e aviso já que em nenhuma das minhas resposta há qualquer abordagem último livro: A criança Amaldiçoada, porque, para mim, HP será somente e sempre os sete livros que retratam as aventuras dos três amigos, Ron, Hermione e Harry! Estão curiosos por saber as minhas respostas?
1. O melhor livro 
Não consigo escolher o melhor livro. Desculpem-me mas, de momento, não consigo por não querer ser injusta entre uns e outros. Já li os livros faz anos e a verdade é que preciso de os voltar a ler. Por isso, num futuro próximo espero conseguir definir aquele que, para mim, é o melhor livro.  
2. Personagem favorito 
A minha personagem favorita é a Hermione Granger. Talvez agora me coloquem a questão sobre o porquê de não ter escolhido o herói Harry Potter não é? A verdade é que, para mim, a Hermione é quase sempre o cérebro de tudo o que eles vão vivendo e acredito que, sem ela, o Harry não teria sido capaz de fazer muitas das coisas que fez. Ela é quem tem a melhor palavra amiga, quem é capaz de racionalizar sobre o certo e errado, quem chama o Harry à razão, mesmo que para isso, tenha que pôr em causa os sentimentos. No fundo, acho que ela é o exemplo daquela pessoa que todos nós queremos ter na nossa vida. Uma amiga leal, fiel, repleta de sentimentos, mas também capaz de ser racional. 
3. Cena preferida de Harry Potter e a Pedra Filosofal 
Neste filme, o momento que mais me deixa agarrada ao ecrã é, inevitavelmente, o Xadrez dos feiticeiros! É o momento em que os amigos iniciam a sua primeira grande aventura, que se vêem diante da possibilidade de morrer, mas que, ao mesmo tempo, tem consciência de que o precisam de fazer. Além disso, aqui também é dada a oportunidade a Ron de demonstrar uma das suas grandes habilidades, uma vez que, é ele a pessoa mais capaz de dirigir o jogo. 
4. Local preferido 
Hogwarts. Simplesmente, Hogwarts. Um local que transborda de magia, que nos faz sonhar, que nos faz querer ter uma experiência fora do real. Além de ser perfeito esteticamente, tem tudo aquilo que podemos esperar num castelo: história, pistas, passagens secretas, salas fechadas... admitam lá, quem não gostava de passar lá um ano lectivo? 
5. Cena preferida de Harry Potter e a Câmara dos Segredos 
A cena em que o Harry e o Ron conseguem decifrar o que está, de facto, na Câmara dos Segredos assim como de que forma as pessoas ficam petrificadas. Apesar de estarem sem Hermione - apesar de ela acabar por ser uma peça-chave para esta descoberta, devido ao papel que tinha na mão - eles conseguem criar uma ligação entre todos os dados e desvendar tudo! 
7. Qual a personagem que morreu que eu queria que sobrevivesse? 
Albus Dumbledore. Apesar da sua morte ter tido uma razão, gostaria que, no final, a vitória sobre o mal pudesse ser festejada com ele de forma presente e viva. Acho que ele merecia isso. 
8. Cena preferida de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban  
A cena em que o Dumbledore dá a dica a Hermione de voltar atrás no tempo para salvar duas vidas! Achei incrível a forma como, apesar de saber que não o poderia fazer, o Dumbledore assume o risco de tentar que o destino seja mudado para salvar vidas que ele sabe que são inocentes! Demonstra bem o coração enorme que tinha e o afecto que ele possua pelas pessoas de quem gostava. 
9. Qual a personagem que sobreviveu que eu gostaria que tivesse morrido? 
A professora Umbridge, sem dúvida! Alguém me explica o que ela ficou a fazer viva depois do que fez?! 
10. O melhor filme 
Gosto tanto de Harry Potter que se torna difícil escolher somente um filme. Mas, a ter que o fazer, escolho o último! Foi aquele filme que tantos de nós ansiamos e, ao mesmo tempo, não queríamos que chegasse. Foi o final de anos e anos de vida de HP e isso deixou-me, inevitavelmente, triste. Foi a derradeira luta do bem sob o mal. Foi o unir de forças para que a vitória fosse do bem. Foi a morte de muitas personagens mas também o futuro de tantas outras. 
11. Cena preferida de Harry Potter e o Cálice de Fogo? 
A cena final, do cemitério, em que Cedric acaba por morrer. É a primeira grande batalha que Harry trava com Voldemort depois deste ganhar forma. É aqui que, apesar de toda a dor que sente, Harry luta com todas as suas forças e consegue fazer aquilo que Cedric lhe pede, trazendo o seu corpo ao pai. Além disso, o facto dos pais de Harry e Cedric aparecerem para o ajudar a fugir é também fantástico. É a prova de que o bem vence sempre sob o mal, pois há sempre algo que Voldemort nunca terá: amor e amizade. 
12. Qual o filme que mais me emocionou? 
Harry Potter e os Talismãs da Morte parte I, sem dúvida. Tem uma carga dramática enorme por ser tão centrado no dia-a-dia dos três amigos. Começa por ser a despedida de Hermione a toda a sua família. A forma como ela elimina todas as lembranças dela própria na sua família. É a fuga do casamento sem que se conseguissem despedir daqueles que deixaram. É o dia-a-dia à procura dos Horcruxes. É a zanga do Ron que o leva a partir deixando Hermione apavorada. É a dança que o Harry e a Hermione partilham na tenda, deixando no ar a sensação de que, por alguns momentos, tudo está bem. É a noite de Natal em que Harry e Hermione visitam o cemitério. É o ataque de Nagini a Harry. É o regresso de Ron no exacto momento em que Harry precisa. É a fuga aos raptores e a ideia genial de Hermione em alterar o rosto de Harry. É a tortura que Bellatrix provoca a Hermione deixando Ron ansioso por salvá-la. É a morte de Dobby. É possível não nos emocionarmos? 
13. Qual a Casa a que pertencerias? 
O Pottermore informou-me que eu seria Gryffindor e não poderia ter ficado mais feliz! 
14. Cena preferida de Harry Potter e a Ordem de Fénix? 
Este filme tem alguns momentos que me deixaram presa ao ecrã, mas tendo que escolher somente um, opto por aquele que mais sentimento me trouxe: o momento em que Harry luta contra o poder que Voldemort tenta ter sobre si, invadindo-lhe o corpo e a mente. Harry foca-se naquilo que o faz feliz, nas memórias boas que o invadem e demonstra a Voldemort que ele tem uma razão por lutar: os sentimentos e as pessoas que fazem parte da sua vida. A verdade é que tudo isto se resume a ter de um lado o poder e, do outro, o amor. 
16. Qual a personagem que é, nos filmes, exactamente como imaginaste? 
Mais uma vez, Albus Dumbledore. É exactamente o velhinho de barbas compridas e brancas que sempre imaginei. É o "pai" de todos aqueles que entram em Hogwarts mas que distribui amor de forma dura, nunca lhe faltando as palavras certas no momento exacto. 
17. Cena preferida de Harry Potter e o Príncipe Misterioso 
O primeiro beijo entre Ginny e Harry por ter o significado que tem, devido ao facto de ser algo que esperava à imenso tempo e o momento em que Dumbledore já está morto, no chão e os professores e alunos de Hogwarts iluminam as suas varinhas para que a luz seja mais forte do que escuridão, ou seja, a magia negra não consiga destruir aquele momento de adoração ao director da escola.   
18. Se pudesses ter um dos Talismãs da Morte, qual escolherias? 
O Manto de Invisibilidade! Imaginam tudo o que poderíamos fazer com aquilo? Seria mais que fantástico! 
19. Cena preferida de Harry Potter e os Talismãs da Morte parte I
Tendo este sido o filme que mais me emocionou, não é fácil escolher somente uma cena preferida. Mas, de entre todas as que já assinalei acima, o momento da noite de Natal em que Harry e Hermione estão no cemitério é aquele que escolho. É uma cena simples mas tão importante.
20.Se tomasses uma poção Polissuco, qual o personagem em que gostavas de te transformar? 
Queria ser a Hermione Granger, sem dúvida. Conseguir entende-la ainda melhor, pensar como ela e ser capaz de ser racional, mesmo no momento mais difícil. 
21. Personagem que fez toda a diferença na história 
Severus Snape. Pensei bastante antes de responder a esta questão, mas a verdade é que se olharmos para todos os momentos em que Harry precisou, ele esteve lá. Por muito que não goste dele, ele tentou sempre proteger o Harry pelo amor que ainda sentia pela mãe deste. Pode, em muitos momentos, não ter sido da melhor forma, mas fê-lo! Salvou-o de cair da vassoura aquando de um jogo de Quidditch; protegeu-os aquando da saída da Cabana dos Gritos em que Lupin se transformou em Lobisomem; informou Harry de que Cho tinha sido enfeitiçada para dar informações a Umbridge sobre o Exército de Dumbledore, entre tantas outras pequenas coisas. Ele esteve lá, sempre. Não da melhor forma, mas esteve! 
22. Qual das criaturas de Hagrid me fez sentir mais medo? 
Aragogue. Quem quer uma aranha daquelas?!  
23. Cena preferida de Harry Potter e os Talismãs da Morte parte II
No último filme há momentos que nos levam ao passado. Há recordações de tudo aquilo que Harry Potter é e, sem dúvida que, o momento em que Harry viaja entre as lágrimas de Snape é um desvendar de muitos mistérios. É aí que muitas das dúvidas são esclarecidas. É aí que percebemos o quão Harry era importante para o professor, apesar de nunca ter feito questão de o demonstrar. Por isso, esse é o momento mais importante do filme, para mim, apesar de não ser o preferido, uma vez que no meio de tantos momentos bonitos não consigo eleger um. Há o beijo entre o Hermione e Ron que é esperado há anos; há o beijo entre Harry e Gin, em que, nenhum deles, ao certo, sabe se voltará a reencontrar o outro. Há o abraço de Hermione a Harry no momento em que se despede dele. Há o momento em que Harry supostamente morre. Há a morte daqueles que nunca deveriam de ter ido... é, de todo, impossível escolher só um. É o final de algo que fez parte da nossa vida durante anos!
24. O final de qual personagem é que eu mudaria, e como seria?
O final dos gémeos Weasley. A morte de Fred Weasley foi tão injusta! Gostava que ele tivesse sobrevivido e tivesse a oportunidade de continuar a viver aventuras com o seu irmão gémeo. 
25. Qual seria a continuação que darias a Harry Potter? 
Uma continuação infinita para que nunca tivesse que me ter despedido desta história! Isto marcou uma geração tão grande de pessoas que, é inevitável desejarmos que nunca tivesse terminado. Mas, por muito que o inconsciente pedisse isso, a batalha estava travada, o bem venceu o mal e os três amigos haviam finalizado a missão deles. Foi tempo de seguir em frente. De dar a oportunidade aos mais novos de descobrirem uma Hogwarts novamente feliz, sem medos e receios. No final foi-nos dado aquilo que deveríamos de saber. Todos se mantiveram unidos, felizes e oferecendo aos respectivos filhos a oportunidade que eles haviam tido anos antes.
E vocês, contem-me lá no que concordam e no que discordam de mim.