12 de outubro de 2016

VIAGENS | [Férias'16] Paris #1

Por muito que tivesse gostado de visitar as três cidades da Suíça que, anteriormente, já vos mostrei, havia algo que fazia o meu coração bater cada vez mais. O aproximar do momento em que iria, finalmente, voltar a pisar o chão de Paris. Depois de ter regressado a Portugal, terra natal dos meus pais, apenas havíamos voltado em 1998. Passados dezoito anos dessa altura e, sem qualquer recordação, regressei à cidade onde nasci e onde percebi que pertenço. Por isso, a partir de agora é tudo mágico, é tudo perfeito, é tudo com aquele toque tão francês que me fascina. Tudo é Paris e isso basta!





Depois de (quase) termos deixado escapar o TGV que nos trouxe da Suíça para Paris, por mero descuido e má compreensão nossa do bilhete, uma vez que estávamos à espera do mesmo a linha errada --' lá chegamos a Paris por volta das 16:00H. Da estação de comboios seguimos para o local onde iríamos pernoitar durante a nossa estadia que era, nada mais, nada menos, do que a minha primeira casa. O local que me recebeu após o meu nascimento e onde vivi durante três anos seria aquele que nos acolhia nesta aventura. 
Escusado será dizer que, já no caminho para casa, as lágrimas iam invadindo o meu olhar com a necessidade que estes tinham de tudo captar. Passei o tempo a olhar pela janela e a sorrir inconscientemente por estar, efectivamente, de volta a casa.


Depois de uma recepção tão amorosa e de recarregarmos energias com um lanche, saímos para a rua para dar o nosso primeiro passeio. Passamos por locais tipicamente franceses, onde as pessoas já se encontravam em restaurantes prontos para jantar e fizemos uma primeira paragem junto de uma estátua onde supostamente devemos tocar no sapato e pedir um desejo para que o mesmo se cumpra.
Seguimos para o Jardin du Luxembourg que foi o jardim onde passei imenso tempo a brincar quando era criança. Foi por lá que dei alguns dos meus primeiros passos, que brinquei com a neve e que passei horas deitadas ao sol, em família. Como podem imaginar, tudo isto teve uma enorme carga sentimental e tudo me levava para fotografias minhas que tenho cá por casa em locais que me foram e percebi que continuam a ser queridos.
Sem dúvida que este foi o melhor local por onde poderíamos ter começado esta descoberta por Paris. Um local que faz parte da minha infância, da minha vida e que é tão bonito!
___________________________
Mais sobre esta viagem:

| Um dia em Genebra | Um dia em Berna | Um dia em Lausana |
| Paris #1 | Paris #2 | Paris #3 | Paris #4 | Paris #5 | Paris #6 | Paris #7 | Paris #8 | Paris #9 |