10 de agosto de 2016

EURO 2016 | A recordação


Passado um mês de termos alcançado aquilo que até à data não tinha sido conseguido eu volto com o Euro ao blog para registar a chegada da melhor recordação com que poderia ficar deste momento história do nosso país e da minha vida. 
Foi um mês de empates e vitórias. Foi um mês de ilusão e desilusão. Foi um mês de sorrisos e lágrimas. Foi O mês em que fomos Campeões Europeus e eu, que já era adepta da Selecção Nacional, desde o Euro 2004, tornei-me ainda mais! Porque acompanhei todos os jogos como nunca. Porque tive a melhor companhia possível. Porque tudo neste euro me marcou. E, por isso, fez todo o sentido adquirir aquela que foi a camisola do equipamento alternativo deste Euro (simplesmente porque gosto mais desta do que a do equipamento principal)


Mas, porque tudo foi especial e único, marquei nela o meu nome o número daquele que marcou ainda mais esta competição. Não foi o Ronaldo, não foi o Éder, não foi o Quaresma. Foi o miúdo que eu ansiava ver jogar, jogo após jogo, que descobri e que procurava no campo em cada partida de futebol. Lutou e venceu. Deixou-se ir na maré do destino do futebol e, no final, fez parte da equipa do Euro 2016. 
Acho mesmo que não haveria melhor forma de marcar este feito na minha vida, ao qual tive o prazer de assistir. Eu vi Portugal ser Campeão Europeu e agora é só guardar a minha camisola na gaveta e que nos faça conquistar o mundo em 2018 !