15 de abril de 2016

LIVROS | Just Breathe

2015 | Sílvia Rodrigues Pais | [Escala pessoal: 9,4/10]

Sinopse (aqui)
Emily Miller, uma rapariga doce, deixa família e amigos em Los Angeles e vai estudar para a Universidade de Yale. Conhece Liam Price, o típico bad boy dos tempos modernos, que vira a sua vida do avesso, obrigando-a a enfrentar os seus medos e a desenterrar fantasmas do passado.
Nova cidade, novos amigos, novas aventuras e novos amores se avizinham. Esta é uma história de luta contra demónios, de conflitos interiores, de vinganças, vitórias e derrotas.Conseguirá Emilyfinalmente ser feliz?
“Nada. Não sinto nada. Nem borboletas no estômago, nem arrepios, nada. Não senti nada tal como das outras vezes. Estou danificada. Não importa quantos rapazes eu beije, nunca vou sentir nada. Ele acabou comigo de vez. Ele tirou tudo de mim.” – Emily Miller
Opinião [*]
Este foi o primeiro livro que escolhi na parceria que foi criada entre o blog e a Chiado Editora. Na altura de escolher uma obra, admito que fui um pouco às escuras e sem ter bem a certeza se a minha escolha tinha sido a mais acertada. Não conheço muitas das obras que fazem parte do catálogo da editora e, muito menos, conheço os autores. Pesquisei um pouco pelo site e lá me decidi por este.
Até que o livro chegou e comecei a lê-lo. E aí deu-se o click. Depressa me deixei conquistar. Depressa percebi que a escolha tinha sido a mais acertada. É um romance juvenil, se assim o quiserem chamar. É a vida de uma miúda - Emily - que entra agora na universidade, longe de casa, para fugir desse local que lhe provoca más recordações. É uma jovem que se sente destruída, mas que também rapidamente percebe que ali, naquele novo local, toda a sua vida irá mudar. É um livro que não nos diz, logo de início, aquilo que se passou. Várias vezes me questionei sobre qual teria sido o trauma porque ela teria passado para ter as marcas – essencialmente psicológicas – que tem. Tive vários palpites e num deles acertei. Há alturas da obra em que tudo fica mais claro e, de repente, tudo volta a ser confuso. E é isso que também cativa o leitor a querer ler mais e descobrir mais para, finalmente, conseguir decifrar os pesadelos.
No meio de tudo isso, há uma relação com a pessoa mais improvável. Há uma ligação que é criada e que muda o rumo da história por dar a oportunidade a Emily de perceber que, afinal, ela não está destruída, mas sim somente assustada. Mas, no meio de todo o mistério em que a sua vida está envolvida, será esta relação capaz de sobreviver?
No final, apercebi-me de que queria ler mais, mais e mais para desvendar tudo o que iria acontecer, até que reparei que cheguei às últimas páginas e tive a sensação de que precisava de as “poupar” para que o livro não acabasse! E é tão bom sentirmo-nos assim tão deliciados por um livro!
No geral, gostei mesmo muito do livro. Cativou-me e levou-me a lê-lo de forma rápida e intensiva. O único lado negativo que tenho a apontar são os erros ortográficos com os quais me deparei ao longo do livro. Pequenas falhas de letras que faltam numa palavra ou ligações onde nos apercebemos de que falta algo. Foi, sinceramente, o único lado que me desiludiu um pouco. No entanto, no que diz respeito à escrita do livro, toda ela é bastante simples e clara. Basta ler e depressa entendemos tudo o que nos quer ser transmitido. É um livro que flui, no qual depressinha devoramos umas quantas páginas sem nos darmos conta. Além disso, até fiquei a saber que a autora é do meu distrito e isso deixou-me bastante contente, admito.
Este livro foi, sem dúvida, uma boa descoberta e creio que esta parceria será isso mesmo. Uma descoberta de novos autores e novas obras. Talvez se me tivessem dado a escolher, numa livraria entre comprar este livro ou um daqueles best-sellers, eu teria optado pelo segundo, admito. Mas, foi exatamente isso de que gostei aqui: encontrar um livro que, apesar de não estar nos top de vendas, poderia muito bem estar, uma vez que se enquadraria com alguns dos tipos de livros que por lá encontramos! Ficaram tentado a ler este livro? Já conheciam? E se vos disser que ainda este mês poderão ter a hipótese de ganhar um exemplar? :D
[* Este livro foi-me oferecido pela Chiado Editora, sendo que toda a minha opinião é sincera e honesta.]