24 de setembro de 2015

VIAGENS | Fim-de-semana no Porto # Parte 1


[Parte 1 | Parte 2]

Não foi a primeira vez que passei uns dias na cidade do Porto, mas admito que é sempre bom lá voltar! Adoro a cidade, as pessoas, o sotaque à Porto… se há cidade onde me imagino a viver muito bem é lá. 
Mas, desta vez fui quase como que “guia dos meus pais” porque eram eles que queriam descobrir a cidade. Já tinham ido ao Porto imensas vezes, mas nunca com o intuito de percorrer os recantos da cidade e de fazer turismo naquela que é, para mim, uma das cidades mais bonitas do nosso Portugal! Por isso, no mês de Junho lá fui eu de mapa na mão, com os dias já minimamente organizados para ver isto e aquilo e tudo teria corrido de forma perfeita se não fosse o S. Pedro que nos ofereceu chuva para o dia de Sábado.

Mas bem, comecemos pela Sexta-feira foi o dia de visitar os monumentos. Começamos por passar pela Câmara Municipal que se encontra na magnífica Avenida dos Aliados que, por sua vez, nos levou até à Estação de S. Bento. 


Como fomos no mês dos Santos Populares, acabamos por apreciar toda a decoração alusiva ao S. João e a verdade é que as ruas ficam mesmo giras todas coloridas!
Depois seguiu-se a Sé do Porto, onde ficamos espantados com a quantidade de turistas franceses que por lá encontramos. Não tínhamos ideia de que os franceses se encontravam em tão grande número a fazer turismo no nosso país! 


Uma vez que tínhamos ido para o evento CaixaRibeira’15 (aqui) fomos ao Palácio da Bolsa trocar os bilhetes pelas pulseiras e depois rumamos até à Ribeirinha. Admito que, para mim, toda aquela parte tem um encanto especial.



Regressamos ao centro e lá fomos ver o ex-libris da cidade: a Torre dos Clérigos. Subimos as escadinhas e a vista é maravilhosa! E, como não podia deixar de ser, ainda demos um saltinho àquela que é uma das livrarias mais bonitas do mundo e que inspirou J. K. Rowling aquando da escrita da história do meu tão querido Harry Potter - A Livraria Lello!


Já pelo final da tarde ainda nos estreamos numa viagem de eléctrico (que adorei!) percorrendo assim algumas ruas da cidade, acabando no Mercado do Bolhão.