30 de maio de 2015

PESSOAL | Aquilo que não voltará a ser



Largaste a minha mão e deixaste-me ir. Se te apercebeste disso? É possível que, no mais distante de ti, não tenhas reparado que o fizeste. Ou se calhar sim e isto sou eu apenas a tentar desculpar-te. Apesar de tudo, nada, mas mesmo nada desculpa o que aconteceu. Se te culpo? Sim. Mas isso não interessa. Isso já lá vai. Nada disso ainda faz sentido porque o tempo está a passar e, mais tarde ou mais cedo, esta história será apenas uma recordação. Talvez já seja até. Não tenho a certeza do que é, mas tenho a certeza daquilo que não voltará a ser: uma relação. Eu estou bem. Já não canso o meu coração a suspirar por ti. Daqui para a frente só quero ser feliz e, passe o tempo que passar, irei sê-lo! Mas acredita que terás sempre um lugar especial no meu coração, por tudo aquilo que passamos.

28 de maio de 2015

TAG | Gosto vs Não gosto


A Patrícia do Black Sheep desafiou-me a pensar em mim e a responder a esta TAG. E eu, está claro que aceitei! Impus uma regra a mim própria e em cada parte só poderei escolher 15 coisas, por isso, vamos lá a isto...

25 de maio de 2015

Revista Cristina


Sou daquele tipo de pessoas que, quanto mais se fala numa coisa, menos vontade tem de a conhecer. Pelo menos tenho-me apercebido que reajo assim no que toca a livros, filmes, séries ou revistas. 

Aquando do lançamento desta revista, as redes sociais e a TV andavam doidas a falar disto. E, esse foi o motivo pelo qual não comprei o número um. Não foi por estar esgotada onde vivo, nem por falta de curiosidade de ler a entrevista do Marcelo Rebelo de Sousa. Foi só e apenas porque me recusei a ser mais uma pessoa a lê-la. Sabia que, mais tarde ou mais cedo (ou quando deixasse de ser o tema de conversa) eu ia acabar por comprar uma e saciar a minha curiosidade. E assim foi… saiu o número dois e admito que, o facto de ter a Marisa na capa, ajudou na minha decisão de comprar a Cristina. Lancei-lhe um primeiro olhar às letras gordas e depois fui lendo, aos poucos. Se vos disse que comprei o número três, acho que percebem qual foi a minha opinião. Gostei! Gostei do material. Gostei do conteúdo. Gostei da parte editorial. Gostei da junção de menina-mulher da revista. Gostei dos temas. Gostei das entrevistas. Gostei da naturalidade e da procura de dar algo que as outras não dão. 

Esta revista é diferente. Não fala só de marcas, roupas, maquilhagem, exercícios para emagrecer ou fofoquices. Esta revista pode ser lida por pessoas de vários níveis sociais porque, de uma forma ou de outra, todas elas acabam por estar representadas no conteúdo. Porque não entrevistar as pessoas que estão na feira? Ou porque não dar-nos a conhecer uma viagem de comboio entre locais perdidos do nosso Portugal?

Não esperava que a revista me convencesse, sou sincera. A minha ideia inicial era que a revista seria apenas mais uma entre tantas. Mas enganei-me. E é bom ter enganos destes e ser surpreendida por ver que há revistas deste género, que se sabem diferenciar do seu género! Agora é esperar pelo dia 7! 

23 de maio de 2015

LOCAIS | Feira Medieval de Vila Nova de Cerveira


Foi em 2013 que visitei a Feira Medieval de Vila Nova de Cerveira. Numa tarde quente em pleno mês de Agosto, rumei a esta vila (que é sensivelmente perto do local onde vivo) e fui conhecer este evento. Adorei, claro! Sou adepta de feiras medievais e feiras de antiguidades. Gosto da mística, das peças que por lá se encontram, das cores, das recriações que se fazem... e esta não foi excepção!

21 de maio de 2015

BLOGOSFERA | A junção da falta de tempo e de um blog

Entre os dias da semana no trabalho e o tentar aproveitar os fins-de-semana, admito que tem sido mais complicado do que o que esperava conjugar a minha rotina com o blog. Isto por uma razão muito simples... passo o dia todo em frente a um computador no trabalho e a verdade é que, quando chego a casa, a última coisa que me apetece é mesmo ligar o computador. Tenho andando a par das novidades da blogosfera a partir da aplicação e das visitas que faço pelo tablet, mas há coisas que gosto de fazer só no computador e publicar post's é uma delas! Mas bem, vamos lá com calma que, mais tarde ou mais cedo, irei conseguir organizar-me melhor. O importante é não desistir 

19 de maio de 2015

LIVROS | Porto Seguro











2013| Danielle Steel | [Escala pessoal: 5/10]
 
Sinopse (aqui)
Uma história inesquecível de sobrevivência... de como duas pessoas que perderam tudo reencontram a esperança ... e dos atos extraordinários de fé e de coragem que motivam e mantêm as famílias juntas… 
Com graça e compreensão Danielle Steel explora os laços ténues entre mães e filhas, maridos e esposas, membros da família e amigos ao longo da vida. Este romance leva-nos através da paisagem complexa da perda e do bem que também sempre surge associado às mais terríveis tragédias. 
Em síntese, uma história de triunfo e uma elegia comovente para aqueles que sofrem e sobrevivem, Porto Seguro é, talvez, seu romance mais poderoso de afirmação da vida. 

14 de maio de 2015

SÉRIES | Grey’s Anatomy








[2005 | IMDB: 7,7/10]
Quem por aqui não ouviu já falar desta série ou já teve curiosidade em espreitar uns episódios? E há alguém por aqui que se acuse como um grande aficionado da mesma? 
Eu acuso! Completamente! Comecei por ver esta série episódio aqui, episódio acolá. Nada muito certo nem seguindo o tempo da história. Até que um dia, depois de já ter deliciado uns quantos episódios, dediquei-me a ver a série desde o seu mais remoto início. Pois bem, posso vos dizer que me prendeu de tal forma que passei noites a ver episódios atrás de episódios. 

12 de maio de 2015

BLOGOSFERA | A Ana, o seu infinito e as mãos de fada

Há quinze dias, enquanto a chuva caía lá fora, alguém estava a quilómetros de mim, a dar forma a esta blog. Querem saber quem era? Ou já chegaram lá? Eu conto-vos tudo!

9 de maio de 2015

BLOGOSFERA | O Início

Depois de dois anos e meio a dar vida a um blog e de alguns meses sem fazer parte da blogosfera, voltei. Diferente, mas voltei! Hoje já não sou a miúda que outrora escrevia. Hoje tudo é diferente.

O blog, o nome, o conceito... eu própria. Aqui não sou apenas textos sentimentais escrito por detrás de uma imagem que não era minha. Aqui sou eu, a escrever aquilo que me apetece. E é dessa liberdade que eu preciso.

As Teorias d'ela não é nada mais, nada menos do que um blog que quer ser transparente. Aqui não há temas correctos e menos correctos. Há apenas temas e teorias que eu quero abordar. Aqui vou poder falar de mim, da vida, dos filmes que vejo ou dos livros que leio. Dos locais que visito ou das pessoas que fazem parte da minha vida.

É bom voltar à blogosfera. É bom voltar a ter este espaço e saber que agora, mais do que nunca, isto é o reflexo do que sou, sem receios e sem obrigações. As saudades que eu tinha disto.